menu

Topo
Blog do Marcio Atalla

Blog do Marcio Atalla

Categorias

Histórico

Pequeno manual para se alimentar melhor

Marcio Atalla

24/05/2018 04h00

Crédito: iStock

Para quem gostou e quer mais manual do dia a dia (semana passada foi sobre como colocar mais movimento no sua dia a dia), hoje, o tema é alimentação!

Você não precisa ser um doutor em nutrição para saber fazer pequenas escolhas ou trocas na hora da refeição. Claro que, um entendimento mais complexo do que cada nutriente pode fazer por você, especialmente quando se tem um objetivo, como emagrecer, ficar mais forte, controlar diabetes, entre tantos outros, é uma outra historia, e um nutricionista é quem vai poder fazer esse caminho ser mais eficiente e seguro.

Mas falando da sua saúde, de uma forma mais "ampla", mais básica, do pratinho nosso de cada dia, há questões simples, que todos temos consciência de refletir para tentar acertar. E com mais esse pequeno manual de como se alimentar com mais equilíbrio eu espero colaborar de forma substancial.

Primeiro, vamos imaginar algumas situações. Ao chegar a um restaurante self service, repare o tamanho do prato. Ele já induz a pessoa "esfomeada" a encher todos os cantos vazios. Claro, o prato fica mais pesado, o preço mais cheio, e sua barriga também.

Na sua casa, o tamanho do prato também pode ser menor que o normal. Leve isso em conta quando for comprar suas louças. Em países como Japão e Coreia, os bowls são pequenos, e as pessoas ficam de fato satisfeitas com àquela porção. Ter porções menores é o importante.  Ou será que o tamanho do pacote de salgados americano e japonês, são acidentalmente proporcionais ao tamanho de seus corpos?

Segundo, deixe ao rápido alcance da vista alimentos mais saudáveis, como uma bela cesta frutas, sobre a bancada da cozinha, ou mesmo fazer a arrumação da geladeira dando mais destaque ao que, eu diria, deveríamos comer primeiro. Afinal, comemos antes com olhos e depois com a boca.

O que aliás, nos leva a terceira dica: pense no que você vai comer primeiro, em vez de pensar no que você não vai comer at all.

Quarta, seria não leve tantas coisas que quer evitar para casa. Alias, na hora de fazer as compras, não esqueça de 3 coisas: fazer uma lista, comer antes de ir (não vá de barriga vazia), e pensar em dividir seu carrinho deixando 70% dele para comida de verdade, como arroz, feijão, carnes, legumes, cereais, frutas, e só um pedacinho para aquele momento (que todos nos temos e que é super compreensível) de comer uma besteira vendo um filme ou recebendo uns amigos.

Quinta, é com relação aos preparos. A comida para ser gostosa não precisa vir nadando no óleo, ser frita, lotada de sal ou açúcar, escondida debaixo de tannnnnto molho, com realçadores de sabor, condimentos industrializados, etc. Um bom arroz com feijão caseiro é tudo de bom!

Sexta, última, e muito importante também: tenha uma boa relação com sua comida. Você precisa dela, todos os dias, várias vezes ao dia. Coma com felicidade, parcimônia e inteligência. Não com culpa e arrependimento. Esse é um dos prazeres que temos na vida e que bom quando temos comida e podemos escolher.

Um brinde às boas escolhas!

Espero que vocês gostem e colecionem os Manuais para uma vida mais saudável, do Marcio Atalla!

E no vídeo de hoje mais sobre nutrição, claro! Tirando duvidas se nossos assinantes, Confere lá! https://www.youtube.com/watch?v=davXx3KL58E

Até!

 

 

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.