menu

Topo
Blog do Marcio Atalla

Blog do Marcio Atalla

Categorias

Histórico

Quer sair da caminhada e partir para corrida? Veja como fazer a transição

Marcio Atalla

26/07/2018 04h00

Crédito: iStock

A corrida é hoje uma das atividades mais difundidas entre homens e mulheres de diversas idades. Muitas pessoas que têm o hábito de caminhar sentem que poderiam "evoluir" para a corrida, mas ficam inseguras por não saber como fazer essa transição. E tem até algumas mulheres que levantam outra questão: a corrida vai tornar a pele flácida?

Sem pânico. Na realidade, sair da caminhada e se aventurar na corrida é um movimento bastante natural, e quanto mais tempo de caminhada a pessoa tiver mais fácil será essa evolução. O fator principal para a transição é ter em mente que a troca deve acontecer de forma gradual e lenta, sem colocar em risco a saúde, as articulações, o bem-estar.

A corrida é uma atividade de altíssimo impacto, por isso o primeiro passo é usar um tênis apropriado que garanta conforto e evite futuros problemas. Outro ponto é que não acredito que o tênis deva "consertar" a pisada, cada um tem sua maneira de pisar e sempre teve, desde a infância. Então, para que usar calçados que modifiquem esse padrão ao qual já se está acostumado há anos? Indico o uso de tênis neutro. Com relação ao peso e ao amortecimento, isso depende do gosto e da adaptação de cada um, da forma como se sentir mais confortável.

Para aqueles que se preocupam com a flacidez da pele, existe uma explicação. Correr reduz -e muito-, a gordura corporal, e reduz também a massa muscular, por ser uma atividade que exige bastante do corpo, o que pode dar essa sensação de flacidez. A dica é que sejam combinados com a corrida, exercícios de resistência muscular, para evitar a flacidez da pele e também fortalecer os membros inferiores, evitando lesões nos joelhos, tornozelos, e dores na coluna.

Sem dúvida a corrida é excelente para as mulheres, exatamente por ter alto impacto. A osteoporose atinge principalmente o sexo feminino –4 vezes mais que os homens– e sobretudo após a menopausa, quando cai a produção de estrogênio e a absorção de cálcio fica ainda mais comprometida. O exercício com impacto promove melhora na absorção desse mineral, porque a quantidade e a qualidade da massa óssea está relacionada com a ação da musculatura sobre o osso.

Caso você tenha topado trocar a caminhada pela corrida, aconselho diversificar o tipo de solo em que se corre, para evitar dores e variar os estímulos. Correr na terra, asfalto, esteira, areia fofa, são algumas opções. Correr na ladeira, correr rápido em treinos mais curtos, ou devagar nos treinos longos. Enfim, sempre dar ao corpo novos estímulos e à cabeça novas paisagens.

Fugir da monotonia é uma boa forma de não abandonar o exercício!  Bons treinos!

E aproveito o vídeo de hoje para fazer uma reflexão sobre o episódio do Dr. Bumbum, dá uma olhada!! https://www.youtube.com/edit?o=U&video_id=oNn3jVnoELs

Até!

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.