Topo
Blog do Marcio Atalla

Blog do Marcio Atalla

Categorias

Histórico

Exercício é um ótimo remédio contra o diabetes

Marcio Atalla

07/02/2019 14h37

Crédito: iStock

O Brasil tem quase 20 milhões de diabéticos, sendo que a cada 100 pessoas que sabem que tem a doença e que tomam o medicamento, apenas 8 conseguem um controle efetivo do diabetes. Em muitos casos isso ocorre porque a medicação não é administrada de maneira correta, mas na maioria das vezes é por conta do estilo de vida.

O diabetes e uma doença silenciosa e perigosa, mas pelo fato de existir medicação para ela, acaba sendo subestimada pela maioria das pessoas. O pensamento acaba sendo que se um dia "eu me tornar diabético, basta eu tomar o remédio". As consequências mais severas da doença vão desde de amputação de membros até infarto e cegueira. Não se deve ser negligente com uma coisa tão séria.

Mas por que a pessoa pode se tornar diabética? Antes, vale lembrar que estamos falando do diabetes tipo 2, que é desenvolvido com o passar dos anos.  E uma doença que se caracteriza pela elevação da glicose na corrente sanguínea. Isso ocorre quando a ação do hormônio insulina não é suficiente para promover a entrada da glicose nas células, e então ser aproveitada nas diversas atividades celulares, ou seja, a falta de insulina ou "defeito" na sua ação, resulta no acúmulo de glicose no sangue.

A boa notícia é que a atividade física pode ser remédio para quem já tem a doença ou tratamento preventivo para quem quer evitá-la. E como funciona?

1 – A insulina é um hormônio resistente à gordura, quanto mais gordura pessoa tem no corpo, mais o pâncreas tem que "trabalhar". Quando fazemos atividade física, diminuímos a massa de gordura e aumentamos a massa muscular, ou seja, nosso pâncreas passa a ter menos trabalho.

2-    Quando fazemos atividade física melhoramos a sensibilidade à insulina, o que significa dizer que a mesma quantidade de insulina produzida será capaz de captar uma quantidade maior de glicose do que em uma pessoa sedentária, porque os receptores ficam eficientes

3 – Durante o exercício, existe um captador de glicose no núcleo da célula chamado GLUT4. Esse cara só é sensível ao movimento, ou seja, durante o exercício ele sai do núcleo da célula e vai até a membrana para captar glicose, independente da produção de insulina. E ele pode ficar até 24 horas após a atividade física captando essa glicose. Por isso o exercício tem que ser sempre regular, para que essa tarefa se perpetue e auxilie no controle da glicemia.

Não estou dizendo que o remédio não é necessário, ele é fundamental. Mas é muito importante o estilo de vida das pessoas que tem essa doença, com alimentação controlada e uma rotina fisicamente ativa.

Até!

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.