Topo
Blog do Marcio Atalla

Blog do Marcio Atalla

Categorias

Histórico

10 dicas para quem já corre ou vai começar a correr!

Marcio Atalla

23/05/2019 04h00

Crédito: iStock

Incomparavelmente, a atividade física que mais cresce no Brasil e no mundo é a corrida de rua. Então, preparei 10 dicas básicas para quem já corre ou pretende começar a correr.

Espero que ajude e bons treinos!

Dica 1

Antes de correr, aqueça seu corpo, tire-o da inércia devagar. Inicie com uma caminhada, depois acelere os passos e então comece com um trote (corrida leve). Com 5 minutos de aquecimento seu corpo já vai estar pronto pra você entrar no ritmo de sua corrida com mais segurança e conforto.

Dica 2

Prefira não correr em jejum. Aliás, o melhor e não fazer atividade física em jejum. Pode ocorrer uma hipoglicemia (redução drástica das taxas de açúcar no sangue) e como consequência, fortes enjôos e até desmaio. O Ideal é que se consuma uma fonte de carboidrato leve, como uma fruta, uma torrada, um suco, cerca de 30 a 5 minutos antes da prática do exercício.

Dica 3

Use roupas leves para correr. O suor deve evaporar para que o corpo se mantenha em uma temperatura aceitável. Correr com roupas pesadas impede que isso ocorra, e a temperatura do corpo fica muito elevada, podendo causar hipertermia e desidratação.

Dica 4

Mantenha-se hidratado. Não apenas corredores, mas todas as pessoas devem se hidratar, bebendo copos de água durante todo o dia. Os praticantes de corrida devem estar ainda mais atentos para a hidratação, e beber água ou bebidas isotônicas antes, durante e após as corridas.

Dica 5

A corrida é uma atividade de altíssimo impacto, por isso vale fazer reforço muscular, sobretudo para membros inferiores. Musculação e exercícios funcionais são os mais indicados. Fortalecer a musculatura é importante para proteger as articulações, que são bastante exigidas.

Dica 6

Alongue-se! Mas não antes da corrida e nem imediatamente depois. Reserve de 15 a 20 minutos por dia para alongar seu corpo, independente da hora da sua atividade física. Alongar antes da corrida não é importante. O importante é aquecer o corpo. Alongar depois da corrida, pode ser perigoso.  Com o corpo muito aquecido podemos forçar além do limite e provocar lesões, como alguma distensão, por exemplo.

Dica 7

Sempre que puder, procure alternar os tipos de solos em que você corre. Terra batida, asfalto, areia, esteira, são algumas opções. Vale correr na ladeira também. A subida é um excelente treino de corrida. Melhora o condicionamento cardiovascular, fortalece as pernas, promove maior gasto calórico e reduz o impacto nas articulações. Mas atenção! Na descida, vale caminhar e recuperar. O impacto da descida é muito forte!

Dica 8

Corredores, lembrem-se: comer bem é fundamental para a performance e para a saúde. Lembrem de fazer refeições saudáveis a cada 3 horas e nunca deixar de consumir carboidratos, que é nossa principal fonte de energia.

Dica 9

Escute seu corpo. Ao menor sinal de dor ou desconforto, pare e observe. Devemos ter cuidado para não ultrapassar nossos próprios limites e com isso sofrermos alguma lesão ou até mesmo sermos forçados a interromper nosso treinamento.

Dica 10

Descanse. Tire um dia, pelo menos, da semana para descansar. Relaxar e recuperar é tão importante quanto a alimentação e o treinamento em si.

E para quem está começando, mas sente uma vontade de desistir toda hora, da uma olhada nesse papo-reto sobre o porque isso acontece! https://studio.youtube.com/video/e2KfABp-BF0/edit

Até!

 

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.