Topo
Blog do Marcio Atalla

Blog do Marcio Atalla

Categorias

Histórico

Mais sobre as calorias: alimentos zero cal funcionam?

Marcio Atalla

10/10/2019 04h00

Crédito: Istock

Como "falamos" na semana passada sobre as calorias, e toda a discussão que envolve o tema, sigo hoje com o assunto. Não há um consenso exatamente definido se são 7 mil, 9 mil ou 14 mil calorias que temos que queimar a mais para perder 1 quilo de gordura corporal. Mas é algo em torno disso… E acho que a primeira lição que tiramos disso, é que a contagem das calorias, aquela frenética, de meia em meia caloria às vezes, escraviza muitas pessoas, e provoca uma certa ansiedade e frustração.

Assim como o gasto calórico para o emagrecimento poderia estar sendo subestimado, segundo algumas pesquisas, a valor calórico de muitos alimentos aparentemente estava superestimado. Segundo estudo feito pela nutricionista americana, Laura Kruskall, com 28 voluntários, em que as calorias eram contadas de forma minuciosa, o emagrecimento se fez de forma mais acelerada do que fora contabilizado. Isso chamou a atenção para um outro fato: alguns alimentos embora tenham um certo numero de calorias, eles passam a fornecer menos calorias ao corpo porque em sua composição há partes mais difíceis de serem digeridas, logo o custo apenas para digeri-las, já reduz seu efeito de aumento de calor no corpo, a digestão já consome uma parte da energia contida neles.

Dentre os 3 macro nutrientes, lipídeos, carboidrato e proteínas, a proteína é que mais requer energia para ser digerida, cerca de 27% das calorias do alimento, contra 10% para os lipídeos e carboidratos. Esse é o processo da termogênese, que é a produção de calor dentro do organismo. Agora, muita gente pensou (eu aposto): só vou comer proteína!! Calma lá! Não e bem assim… Primeiro porque precisamos dos 3 macro nutrientes para que nosso corpo realize todas as funções que deve, cada um deles auxilia ou é responsável por certos órgãos de nosso corpo. E segundo ponto, é que o processo de cozimento dos alimentos que os torna mais "moles", mais processados, interfere na quantidade de energia que ele irá fornecer. O alimento mais firme, será mais difícil a sua digestão e menos energia ele vai fornecer. Na prática, seria dizer que uma maçã, que fornece cerca de 70 calorias, se for assada, vai passar a fornecer em torno de 20 calorias a mais.

Podemos dizer que quanto maior for a mastigação, menos energia o alimento vai fornecer. Ou seja, alimentos crus e inteiros tendem a nos fornecer menos calorias. Um estudo feito pela Universidade de Tóquio, acompanhou 454 japonesas de 18 a 22 anos, e concluiu que as cinturas das meninas que mastigavam mais era menor que a das que comiam alimentos mais fáceis de serem engolidos. "Bora" fazer a dieta da mastigação? (risos) Olha, é uma ótima forma de comer menos, se saciar mais rapidamente e consumir menos calorias, mas como sempre digo: SEM NEURAS!!

E isso nos leva a outro assunto: os alimentos zero cal. Nessa famosa tabuada das calorias, em que muitas pessoas só escolhem o que vão comer após fazer algumas contas, existem outros detalhes… Várias pesquisas já foram feitas com ratos, em que grupos comiam a mesma quantidade de calorias, mas alguns consumiam adoçantes e outros açúcar. No total as calorias eram equivalentes. Mas os ratinhos do grupo de adoçantes engordavam mais. A explicação que se dá é que apesar de não ter caloria, o adoçante, assim como a glicose, também provoca a liberação de insulina, aquele hormônio que recolhe o açúcar do sangue para manter suas taxas em níveis normais. Porem, na hora de "catar" essa glicose não vem nada, e o organismo entende que precisa do açúcar e fica "pedindo mais". O que vem depois é aquela fome que temos vontade de comer até a parede de casa.

A caloria é o calor. Que recebemos, que produzimos. E essa equação tem que estar sempre em equilíbrio para que tenhamos uma vida saudável, para que consigamos nos manter com um peso corporal bacana. Em vez de contar calorias que serão ingeridas, mantenha uma padrão de alimentação com bom senso. DESCOMPLIQUE! Você tem noção se come demais ou de menos. Você tem noção se escolhe alimentos mais saudáveis ou menos. E principalmente, você tem total noção que tem que produzir calor através do movimento físico, da atividade física regular, para que o corpo funcione bem, para que no fim, o balanço, o entra e sai, esteja sempre em equilíbrio.

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.

Mais Blog do Marcio Atalla