PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Subir escadas pode provocar lesão nos joelhos?

Marcio Atalla

26/12/2019 04h00

Crédito: Istock

Excelente a pergunta dessa semana: "Estou sedentária e um pouquinho acima do peso, uns 10 quilos, se eu subir as escadas do meu prédio, pode ocasionar lesão no joelho devido ao sedentarismo?"

Primeiro, já fico feliz porque temos uma potencial sedentária rumo à lista de pessoa ativas, ajudando a reduzir as estáticas do Brasil, em ser um dos países mais sedentários do mundo. Ótima iniciativa!

Obviamente que o sobrepeso pode ser um fato de risco para lesões em algumas atividades, tais como corrida, por exemplo, ou até mesmo subir escadas, mas pode não ser, tudo depende de como será feita a atividade física.

Tenho algumas considerações:

  • Subir, rampas ou escadas, tira de certa forma o impacto da batida do pé contra o chão, diferentemente da descida, que com a ajuda da gravidade acentua o impacto.
  • O que poderia ocasionar lesão, nesse caso, seria o movimento repetitivo em uma articulação que está ociosa há bastante tempo, logo qualquer atividade física poderia ser perigo as nesse sentido.

Sair do sedentarismo e iniciar qualquer atividade física que seja, requer cuidado, atenção com os limites do próprio corpo, atenção ao menor sinal de dor ou desconforto. E uma passagem que deve ser feita com calma e cuidado. O importante é ter em mente que a regularidade será a grande responsável para iniciar um estilo de vida com movimento físico para toda a vida.

Se a proposta é subir escadas, procure subir 1 ou 2 andares, inicialmente. Não suba de uma vez só, mas em frações ao longo do dia. Quando sair pela manhã, ao voltar pare de elevador 3 andares antes e suba o restante. Se sair à tarde, faça o mesmo ao voltar. Faca isso nas escadas do seu local de trabalho, também. Aos poucos, aumente a quantidade de andares que vai subir. Aproveite e marque o tempo em que sobre as escadas para ter ideia da sua evolução.

Já vi, de perto, algumas dezenas de pessoas, começarem a mudança dessa mesma forma e dar muito certo. E aos poucos terem se tornado amantes de caminhadas, corridas, terem se matriculado em academias, porque as escadas já não eram mais o suficiente e o corpo já pedia mais movimento.

Dessa forma que eu desejo que seja essa sua mudança e evolução. E só depende de você, sua persistência, sua vontade e pensar que o que está fazendo é por você, pela sua saúde.

Boas festas e até a próxima coluna!

 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.

Blog do Marcio Atalla