PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Após os 50 anos fica mais difícil emagrecer e a recuperação muscular piora?

Marcio Atalla

02/01/2020 11h58

Crédito: iStock

Feliz ano novo a todos!! E para quem começou 2020 querendo sair do sedentarismo, a resposta desta semana para a dúvida de um leitor de Fortaleza (CE) pode ajudar bastante, principalmente para quem já passou dos 50 anos:

"Após os 50 anos fica mais difícil perder gordura e a recuperação muscular fica mais lenta? Estou 8 kg acima do peso e voltei a treinar após anos parado, mas sinto que os resultados de emagrecimento e o rendimento no treino não são iguais… Queria saber também se o horário tem a ver com rendimento? Hoje corro pela manhã, mas percebo melhor rendimento nos finais de tarde."

Vamos por partes. Sim, após os 30, 40, 50, 60 anos, a cada década com maior intensidade, sofremos perda de massa muscular, um processo espontâneo chamado sarcopenia, que acomete a todos. A boa noticia é que com a atividade física certa podemos reduzir essa perda, ou até mesma parar sua progressão, e em alguns casos até reverter o processo e conseguir ganho de massa magra. Nessa caso, as atividades físicas com esse proposito são as de força resistida, como musculação, Pilates, ginastica localizada, funcional…

Porém, a pergunta também cita a dificuldade em emagrecer, perder gordura. Sim, também é mais difícil com o avanço da idade. Por que? Porque nosso metabolismo desacelera, por uma série de fatores, entre eles por causa do processo da sarcopenia, da nossa perda de músculos. Por isso também e importante fazermos atividade física aeróbica, porque ajuda na perda de gordura, melhora a saúde do coração, a condição cardiorrespiratória e acelera o metabolismo.

Claro que voltar a fazer atividade física após os 50, depois de anos de sedentarismo, é mais difícil de atingir os objetivos. Quando se tem 20, 30 anos, consegue-se com um pouco de malhação resultados bem mais rápidos. Porém, o importante é não desistir. Não achar que o corpo é igual, que responde igualmente, mas que a atividade física é igualmente importante em todas essa idades.

Sobre a questão do horário para a prática de exercício físico, isso é muito pessoal e deve estar associado ao tempo disponível e preferencia de cada um. Não há regras e nem há diferença de rendimento por conta do horário do relógio. O importante é regularidade!

Até!

Sobre o autor

Marcio Atalla é professor de educação física, com pós-graduação em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo). Depois de muitos anos como preparador físico de atletas de alto rendimento, passou a desenvolver uma série de iniciativas na mídia para incentivar a população a levar uma vida mais saudável. É autor de três livros, entre eles, “Sua Vida em Movimento” (ed. Paralela), com mais de 50 mil cópias vendidas.

Sobre o blog

Dicas simples e muito eficazes para você ajustar seu estilo de vida aos poucos, começando a se movimentar mais e a fazer melhores escolhas alimentares. Detalhe fundamental: todas baseadas em estudos, sem espaço para mitos e modismos que sempre surgem quando o assunto é saúde e bem-estar.

Blog do Marcio Atalla